Mude Melhore MENSAGENS - MESTRE RAMATÍS
Principal Mestre Ramatís

 

MESTRE RAMATÍS

 

MENSAGENS - MESTRE RAMATÍS
em 02/07/2012
MENSAGENS - MESTRE RAMATÍS

 

A humanidade está sendo preparada para uma Nova Era, para uma grande mudança, uma mudança  radical. Aquilo que lhes foi dito durante longos períodos, todos os ensinamentos que os Mestres, encarnados ou não, trouxeram para esse lindo planeta servirá como base para esses novos tempos.

A vida de provação trás o sofrimento, a de expiação trás o martírio. O martírio é sentido no corpo pelas doenças, principalmente,  pelo agravamento das doenças mentais.

Já  passou - se muito tempo, esperava-se uma outra reação. Tantos Mestres aí  encarnaram e foram sacrificados, trouxeram ensinamentos profundos,  voltados para uma vida em harmonia, com justiça, bondade e caridade. Ensinamentos baseados no Amor Universal e que, quando praticados, concorrem para paz, não para a guerra; concorrem para o bem estar, não para a pobreza; concorrem para a união, não para a discórdia.

Quantos  vieram trazer a boa nova de uma convivência pacífica, aonde a justiça, a igualdade de oportunidades e a democracia fossem praticadas em toda a sua pujança, desenvolvendo o espírito de solidariedade e de irmandade.

Apesar de sermos  criados  por Criadores distintos temos as características da inteligência, das virtudes e das qualidades do Maior de todos os Criadores.

O  egoísmo e a ganância foram e são os grandes entraves; o  ciúme, a inveja são fatores de desarmonia; são, também, causadores de atritos e de vingança. Todos causadores das batalhas diárias que os seres que aí habitam têm que suportar: uma existência de sofrimento, conseqüência do comportamento mental, das palavras e das ações. O martírio é conseqüência do desamor, da injustiça, da crueldade; o martírio é conseqüência da lei da causa e efeito.

Quantos aí vivem verdadeiros martírios , com doenças graves, principalmente, as doenças mentais,  que os desfiguram da condição de terem sido criados para se tornarem agentes do Amor Universal e, pelo livre arbítrio, escolheram caminhos opostos, capazes de tanta crueldade para com seus semelhantes e com a natureza.

A Terra poderia ser um planeta  em que os seus Seres desfrutassem da beleza, da saúde , da felicidade. Mas, ao contrário está  tornando - se um lugar aonde os espíritos encarnados estão tendo a experiência do martírio.      

Não adianta esperar, isto já foi dito diversas  vezes, é necessária uma profunda mudança de atitudes, pensamentos e palavras, experimentando uma vida baseada nos sábios ensinamentos e nos sábios exemplos dos Grandes  Mestres que aí estiveram, mesmo sabendo do imenso sacrifício a que estariam expostos.

Não pensem que conseguirão qualquer tipo de crescimento sem um esforço próprio, mesmo com a benevolência  dos Seres Maiores, nem mesmo com a ajuda dos seus Anjos  da Guarda não conseguirão sair dos planos tão pequenos sem esforço próprio, sem uma mudança necessária.   

Em sua infinita bondade, o adorado Criador sempre dará  oportunidade àquele que , com sua consciência , estiver disposto ao sacrifício de abandonar os vícios que denigrem a personalidade. Sempre será dada uma chance àquele que desejar e se esforçar para sair do caminho escolhido que trás mazelas para si , para o próximo e máculas para o seu espírito, máculas que deverão ser limpas , porque o espírito é puro , limpas através do sofrimento.

O  livre arbítrio é uma grande responsabilidade, pois está sujeito à lei da causa e efeito, que é uma lei universal: o mal que se fizer,  o mal receberá; o bem que se fizer, o bem receberá. O corpo serve como escudo, através do sofrimento se processa a expiação; através do sofrimento o carma , dívida contraída ,  será pago.

Mas, tudo isso poderia  ser evitado , por todos e por cada um, através de uma análise inteligente, através da experiência do oposto àquilo que se pratica. Esse é o caminho para sair- se desse  ciclo de sofrimento e de provação :  a prática dos atos que trazem a concórdia, a dedicação , o amor ao próximo ;  pensamentos que visem a paz e o bem estar do seu próximo, atitudes que levem o equilíbrio ao seio da família e ao grupo social.

Poderão sair deste processo de dor e de sofrimento, conseqüência de condutas errôneas. Poderão, sim, praticando os ensinamentos que trazem em seus corações e que tantas vezes foram e são lembrados pelos queridos Mestres que encarnaram nesse Planeta .

Praticando o Amor, através de atos , pensamentos e palavras. 

 

 

LEIA MAIS...

em 02/07/2012

 

A humanidade está sendo preparada para uma Nova Era, para uma grande mudança, uma mudança  radical. Aquilo que lhes foi dito durante longos períodos, todos os ensinamentos que os Mestres, encarnados ou não, trouxeram para esse lindo planeta servirá como base para esses novos tempos.

A vida de provação trás o sofrimento, a de expiação trás o martírio. O martírio é sentido no corpo pelas doenças, principalmente,  pelo agravamento das doenças mentais.

Já  passou - se muito tempo, esperava-se uma outra reação. Tantos Mestres aí  encarnaram e foram sacrificados, trouxeram ensinamentos profundos,  voltados para uma vida em harmonia, com justiça, bondade e caridade. Ensinamentos baseados no Amor Universal e que, quando praticados, concorrem para paz, não para a guerra; concorrem para o bem estar, não para a pobreza; concorrem para a união, não para a discórdia.

Quantos  vieram trazer a boa nova de uma convivência pacífica, aonde a justiça, a igualdade de oportunidades e a democracia fossem praticadas em toda a sua pujança, desenvolvendo o espírito de solidariedade e de irmandade.

Apesar de sermos  criados  por Criadores distintos temos as características da inteligência, das virtudes e das qualidades do Maior de todos os Criadores.

O  egoísmo e a ganância foram e são os grandes entraves; o  ciúme, a inveja são fatores de desarmonia; são, também, causadores de atritos e de vingança. Todos causadores das batalhas diárias que os seres que aí habitam têm que suportar: uma existência de sofrimento, conseqüência do comportamento mental, das palavras e das ações. O martírio é conseqüência do desamor, da injustiça, da crueldade; o martírio é conseqüência da lei da causa e efeito.

Quantos aí vivem verdadeiros martírios , com doenças graves, principalmente, as doenças mentais,  que os desfiguram da condição de terem sido criados para se tornarem agentes do Amor Universal e, pelo livre arbítrio, escolheram caminhos opostos, capazes de tanta crueldade para com seus semelhantes e com a natureza.

A Terra poderia ser um planeta  em que os seus Seres desfrutassem da beleza, da saúde , da felicidade. Mas, ao contrário está  tornando - se um lugar aonde os espíritos encarnados estão tendo a experiência do martírio.      

Não adianta esperar, isto já foi dito diversas  vezes, é necessária uma profunda mudança de atitudes, pensamentos e palavras, experimentando uma vida baseada nos sábios ensinamentos e nos sábios exemplos dos Grandes  Mestres que aí estiveram, mesmo sabendo do imenso sacrifício a que estariam expostos.

Não pensem que conseguirão qualquer tipo de crescimento sem um esforço próprio, mesmo com a benevolência  dos Seres Maiores, nem mesmo com a ajuda dos seus Anjos  da Guarda não conseguirão sair dos planos tão pequenos sem esforço próprio, sem uma mudança necessária.   

Em sua infinita bondade, o adorado Criador sempre dará  oportunidade àquele que , com sua consciência , estiver disposto ao sacrifício de abandonar os vícios que denigrem a personalidade. Sempre será dada uma chance àquele que desejar e se esforçar para sair do caminho escolhido que trás mazelas para si , para o próximo e máculas para o seu espírito, máculas que deverão ser limpas , porque o espírito é puro , limpas através do sofrimento.

O  livre arbítrio é uma grande responsabilidade, pois está sujeito à lei da causa e efeito, que é uma lei universal: o mal que se fizer,  o mal receberá; o bem que se fizer, o bem receberá. O corpo serve como escudo, através do sofrimento se processa a expiação; através do sofrimento o carma , dívida contraída ,  será pago.

Mas, tudo isso poderia  ser evitado , por todos e por cada um, através de uma análise inteligente, através da experiência do oposto àquilo que se pratica. Esse é o caminho para sair- se desse  ciclo de sofrimento e de provação :  a prática dos atos que trazem a concórdia, a dedicação , o amor ao próximo ;  pensamentos que visem a paz e o bem estar do seu próximo, atitudes que levem o equilíbrio ao seio da família e ao grupo social.

Poderão sair deste processo de dor e de sofrimento, conseqüência de condutas errôneas. Poderão, sim, praticando os ensinamentos que trazem em seus corações e que tantas vezes foram e são lembrados pelos queridos Mestres que encarnaram nesse Planeta .

Praticando o Amor, através de atos , pensamentos e palavras. 

 

Leia mais